Logo Principal
Geral

Porto de Paranaguá terá teste de bafômetro a partir de segunda-feira

Novo protocolo de segurança para acesso ao visa evitar acidentes

28/11/2020 10h24
Por: Redação
Fonte: AEN
Divulgação
Divulgação

Começa a valer, a partir de segunda-feira (30), o novo protocolo de segurança para o acesso dos trabalhadores ao cais do Porto de Paranaguá. O teste do etilômetro será aplicado por sorteio aleatório realizado pelo sistema eletrônico. O uso do álcool pode provocar acidentes graves no ambiente portuário que envolve inúmeros equipamentos pesados e caminhões.

"É uma quebra de paradigma. Somos um dos poucos portos públicos do país que está implementando esse sistema. Esperamos bons resultados", comenta Felipe Zacharias, gerente de Saúde e Segurança do Trabalho dos Portos do Paraná.

Segundo Zacharias, os trabalhadores estão apreensivos quando ao novo protocolo, porém não é preciso se preocupar. "O objetivo não é punir ninguém. Nosso principal objetivo é a segurança. É a gente impedir que o trabalhador que, por ventura, esteja sob efeito de álcool entre e exponha a segurança dos outros também em risco", afirma.

SORTEIO

Todos os trabalhadores que acessam o cais poderão ser sorteados. Principalmente nos horários de troca de turnos. Ao passarem pela catraca, o sistema aleatoriamente vai bloquear e avisa o trabalhador que ele deverá passar pelo etilômetro. Quando isso acontecer, o trabalhador deve procurar a equipe da Guarda Portuária que realizará o exame.

De acordo com Thiago Matozo, coordenador de coordenador de monitoramento da Unidade Administrativa de Segurança Portuária, durante o teste são possíveis três situações. A primeira, seria a recusa. O trabalhador não é obrigado a fazer o teste do etilômetro, mas ele não vai poder acessar a faixa portuária sem apresentar o resultado do exame.

Em caso de positivo, ou seja, se o resultado for igual ou maior que o tolerado, que é de 0,3 miligramas de álcool por litro de ar, a empresa tem que responder pelo funcionário que poderá ter o cadastro de acesso bloqueado e ainda entrar em uma lista de atenção perante a autoridade portuária. Se der negativo, o funcionário é desbloqueado e pode acessar normalmente a faixa portuária.

"Em princípio, o teste será apenas nos acessos de pedestres, pelos torniquetes. Ainda não teremos nas balanças dos gates, no acesso dos motoristas, mas esses também estarão condicionados à realização de blitz, na faixa portuária, onde poderão ter que passar pelo teste do etilômetro", comenta Matozo.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias