Logo Principal
Paraná

Acadêmicos de medicina e nutrição da Unioeste vão atuar no Hospital Regional do Sudoeste

Eles eles farão atendimento supervisionado, conforme termo firmado pela Secretaria de Estado da Saúde e a Superintendência de Ciência, Tecnologia e...

26/07/2021 21h05
Por: Redação
Fonte: Secom Paraná
© SESA
© SESA

A Secretaria de Estado da Saúde e a Superintendência de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior firmaram termo que permite que alunos de medicina e nutrição da Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste) realizem atendimentos supervisionados no Hospital Regional do Sudoeste (HRS), em Francisco Beltrão. O documento tem vigência de cinco anos e foi assinado nesta segunda-feira (26).

O hospital, que é vinculado à Fundação Estatal de Atenção em Saúde do Paraná (Funeas), disponibilizará a infraestrutura da unidade para que os alunos, acompanhados dos professores, tenham acesso aos pacientes e informações relacionadas aos atendimentos.  “A regionalização dos serviços de saúde e o fortalecimento do ensino são propostas do governador Ratinho Junior e não tenho dúvidas de que essa parceria vai viabilizar que o Hospital Regional seja uma referência de hospital escola, auxiliando no atendimento da unidade e na formação destes profissionais na área da saúde”, disse o secretário estadual da Saúde, Beto Preto.

OPORTUNIDADES –Além da ampliação do atendimento no hospital, este trabalho permitirá mais oportunidades de estágio na área da saúde em toda a região Sudoeste do Estado, que passará a ser polo de educação.

O superintendente de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Aldo Nelson Bona, destacou a importância da parceria para ampliar as possibilidades de atendimento de saúde para a população da região.

“A assinatura do termo de cooperação é de grande relevância não só pelo aspecto de atendimento à população, porque vai ampliar as possibilidades de melhor atendimento, mas porque envolve o processo de formação de profissionais na área da saúde”, disse. “É uma parceria que caminha para que o Hospital Regional do Sudoeste se torne um hospital escola. Ganha o hospital, ganha a população atendida e ganha a universidade, que passa a ter um centro maior para os campos de prática de formação dos seus estudantes da área da saúde”, acrescentou.

FUTURO –Segundo a Superintendência, atualmente existe uma parceria entre as instituições que possibilita a residência médica em cirurgia geral. Agora, com este novo termo, a intenção é ampliar os serviços para maior abrangência das atividades dentro do hospital, incluindo alunos de áreas multiprofissionais como fisioterapia, psicologia e enfermagem.

Além disso há, ainda, um pedido ao Ministério da Educação para aumento das ofertas de estágio em graduação e pós-graduação a fim avançar nas vagas para as áreas de cirurgia, ortopedia e pediatria.

“Desde o início do curso de medicina, temos interesse em um hospital escola na região. Este termo é uma continuação do trabalho que já vem sendo feito e permitiu que a universidade formasse três turmas de medicina”, afirmou o vice-reitor da Unioeste, Gilmar Ribeiro de Mello.

COVID-19 –O HRS possui atualmente 33 leitos de UTI e três enfermarias para atendimento exclusivo à Covid-19. A diretora da unidade, Cintia Jaqueline Ramos, falou sobre o trabalho do hospital no enfrentamento à pandemia, e a ampliação da parceria com a Universidade. “Desde os primeiros casos confirmados da Covid-19, tivemos equipamentos, medicamentos e contratação rápida, e precisamos destacar este trabalho, que foi realizado de maneira imediata pela Secretaria da Saúde e a Unioeste. Vamos aproximar ainda mais e aperfeiçoar o que já temos trabalhado, ajustando e qualificando o serviço dentro do hospital”. Afirmou.

PRESENÇAS –Participaram da assinatura o deputado estadual Nelson Luersen, o diretor-presidente da Funeas, Marcello Machado; o diretor-administrativo, Valmir Alberto Thomé, e o diretor-técnico, Geraldo Gentil Biesek. Da Secretaria da Saúde participaram o chefe de gabinete, César Neves; a diretora-técnica do HRS, Carla Patrícia Alves e Souza, e a diretora acadêmica Luciana Pinheiro.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias