Logo Principal
Educação

Alunos da rede estadual do Paraná devem ter aulas de educação financeira a partir de 2021, diz secretário

Renato Feder também afirmou que, em novembro deste ano, será lançada uma nova forma de correção das redações. Ela será feita por inteligência artificial.

26/10/2020 14h52
Por: Redação
Fonte: G1 Paraná
Foto: Aen/Divulgação
Foto: Aen/Divulgação

Os alunos da rede estadual do Paraná devem ter aulas de educação financeira a partir de 2021, de acordo com secretário estadual de Educação, Renato Feder. O anúncio foi feito nesta segunda-feira (26).

"Teremos, para os nossos jovens, aula de educação financeira. É muito importante educação financeira. Aliás, a gente se pergunta: como que a escola, em geral, não ensina educação financeira. Qual o sentido disso? Não faz sentido, então isso está mudando no Paraná. A partir do ano que vem, educação financeira – os jovens aprendem a não se endividar, a não comprar o que não precisa, a negociar juros", afirmou Renato Feder.

Ao G1, a Secretaria da Educação e do Esporte (Seed) informou que um convênio para essas aulas está sendo fechado.

A nova matéria, conforme a pasta, não vai ser aplicada para todos os anos da rede estadual. Não foi informado quais anos receberão as aulas de educação financeira.

As escolas estaduais do Paraná têm, ao todo, 1,07 milhão de alunos.

Renato Feder também afirmou que, em novembro deste ano, será lançada uma nova forma de correção das redações. Ela será feita por inteligência artificial.

"A 'Redação Paraná' corrige 90%, 80% da redação automaticamente através da inteligência artificial. Facilita o trabalho do professor, o professor só faz a parte de argumentação. Ao invés de o professor ficar corrigindo cedilha, pontuação, acentuação, ele vai entender a lógica do aluno porque o resto do trabalho o computador faz", disse o secretário.

Colégios cívico-militares

Essas duas novidades foram compartilhadas pelo secretário na cerimônia realizada nesta manhã no Palácio Iguaçu, em Curitiba, em que o governador Ratinho Junior (PSD) anunciou a implementação do programa de colégios cívico-militares.

Em 2021, segundo o governador, 177 cidades do Paraná vão ganhar 215 colégios estaduais cívico-militares. Para Ratinho Junior, o programa será transformador para o estado.

De acordo com o governo estadual, o investimento vai ser de aproximadamente R$ 80 milhões e deve contemplar cerca de 129 mil alunos.

O governador também destacou as outras novidades para a Educação, que são as aulas de educação financeira e correção das redações por meio de inteligência artificial.

Retomada das aulas presenciais

Também nesta segunda-feira, Ratinho Junior afirmou que as aulas presenciais da rede estadual podem voltar em novembro.

Por causa da pandemia, as aulas presenciais foram suspensas em 20 de março.

"Onde estiver mais ameno [o índice de infecção], obviamente que volta de forma mais rápida à normalidade", disse o governador.

Em 19 de outubro, 54 escolas estaduais começaram a retomar com atividades extracurriculares presenciais.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias