Logo Principal
Fronteira

Com a fronteira fechada, Porto Iguaçu enfrenta crise econômica sem turistas brasileiros na pandemia

Cidade que faz fronteira com o Brasil, em Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná, está sem movimento há sete meses; município não tem previsão de quando a fronteira será reaberta para turistas.

03/10/2020 11h21
Por: Redação
Fonte: G1
Foto: Iturem/Divulgação
Foto: Iturem/Divulgação

Moradores de Porto Iguaçu, na Argentina, relatam a dificuldade econômica que têm enfrentado durante a pandemia. A cidade faz fronteira com Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná, mas a Ponte Tancredo Neves, que une os dois países, está fechada desde março.

A tradicional feirinha de Porto Iguaçu, um dos locais mais procurados pelos brasileiros, não tem mais movimento. São poucas barracas que insistem em abrir para receber os clientes locais.

A cidade tem cerca de 105 mil habitantes, sendo a maioria dependente do turismo. Até o momento, o município registrou 28 casos confirmados do novo coronavírus e nenhuma morte pela Covid-19.

O taxista Sandro Peralta, que trabalha no ramo há 10 anos, contou que precisou se adaptar. Em vez de transportar os turistas da fronteira, como fazia antes, agora, carrega pacientes de hospitais.

"Por sorte, graças a Deus, consegui um trabalho de transporte de seguro médico. Se uma pessoa está trabalhando, cai do andaime ou quebra as pernas, eu levo até o hospital para o tratamento. E com isso, estou batalhando dia a dia. Hoje é importante chegar ao fim do mês e não fazer projetos porque não dá.”

Os restaurantes também estão vazios e, por isso, os empresários não têm condições de manter o trabalho das centenas de funcionários.

De acordo com Iturem Iguazu, órgão responsável pelo turismo da cidade, por enquanto não há previsão para Porto Iguaçu receber turistas estrangeiros.

"O turismo internacional e regional é muito importante para nós e vinha crescendo nos últimos anos. Mas previsão de abertura não existe. Isso dependerá da determinação do governo federal e dos outros países também. O ministro dos transportes, Mário Meoni anunciou que entre 12 e 15 de outubro voltariam a operar os voos nacionais”, disse o presidente do órgão, Leopoldo Lucas.

Cataratas do Iguaçu

O Parque Nacional Iguazú fechou em 16 de março e reabriu em 11 de julho para moradores da cidade. Em seguida, as Cataratas do Iguaçu foram liberadas para a Província de Misiones, na Argentina.

Durante a pandemia, Porto Iguaçu permite 500 visitantes aos sábados e 500 aos domingos. Entretanto, no último final de semana, o total dos dois dias contabilizou 424 visitantes nas Cataratas.

Os argentinos, depois dos brasileiros, foram os que mais visitaram as Cataratas, em Foz do Iguaçu.

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias